quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Ney Matogrosso - Discografia Completa.

Ney de Souza Pereira 
Nasceu dia 1/8/1941 em Bela Vista, MS 
Filho de militar, morou no Recife, em Salvador, no Rio de Janeiro e em Campo Grande. Aos 17 anos de idade, deixou a casa de sua família, decidido a ingressar na Aeronáutica. Trabalhou no laboratório de anatomia patológica do Hospital de Base de Brasília. Mais tarde, passou a fazer recreação com crianças. Integrou, nessa época, um quarteto vocal, com o qual participou de um festival universitário e chegou a atuar em um programa de televisão. Em 1966 viajou para o Rio de Janeiro, decidido a ser ator. Para se manter, trabalhou com confecção e venda de peças de artesanato em couro. Adepto da filosofia hippie, viveu, nesse período, entre o Rio, São Paulo e Brasília, até conhecer João Ricardo, que procurava um cantor de voz aguda para formar um conjunto musical.
Em 1971, mudou-se para São Paulo e passou a integrar, juntamente com João Ricardo e Gerson Conrad, o Secos e Molhados. Adotando o nome artístico de Ney Matogrosso, ensaiou durante um ano com o grupo, com o qual estreou profissionalmente em 1973, realizou diversos shows e gravou dois LPs com muito sucesso. Com a dissolução dos Secos e Molhados, no ano seguinte, iniciou carreira solo.
Em 1975, gravou seu primeiro LP como artista solista, "Ney Matogrosso", com destaque para a canção "América do Sul" (Paulo Machado). Em seguida, apresentou-se no Rio e em São Paulo, singularizando-se no cenário artístico por sua voz aguda e por sua performance em palco, apresentando-se maquiado e fantasiado. Trabalhou em Milão com Astor Piazzolla, com quem gravou um compacto duplo.
Lançou, em 1976, o LP "Bandido", obtendo sucesso com a faixa "Bandido corazón" (Rita Lee), e, no ano seguinte, o LP "Pecado", contendo "Da cor do pecado" (Bororó), "Tigresa" (Caetano Veloso), "San Vicente" (Milton Nascimento e Fernando Brant) e "Sangue latino" (João Ricardo e Paulinho Mendonça), entre outras canções.
Em 1978, gravou o LP "Feitiço", com destaque para as canções "Bandolero" (Luli e Lucina) e "Não existe pecado ao sul do Equador" (Ruy Guerra e Chico Buarque).
No ano seguinte, apresentou o show "Seu tipo", lançando LP homônimo, no qual registrou a faixa-título (Luiz Carlos Goes e Eduardo Dusek), "Dor medonha" e "Rosa de Hiroshima" (Gerson Conrad e Vinicius de Moraes), entre outras.
Em 1980, gravou o LP "Sujeito estranho", incluindo as faixas "Ando meio desligado" (Sergio Dias, Arnaldo Baptista e Rita Lee), "Um índio" (Caetano Veloso) e "Doce vampiro" (Rita Lee), entre outras.
No ano seguinte, sua interpretação de "Homem com H" (Antônio Barros), registrada no LP "Ney Matogrosso", obteve muita repercussão. O disco incluiu ainda a faixa "Cubanakan" (Moisés Simon, Sauvat e Champfleury), entre outras.
Em 1981, a Continental lançou um LP contendo a gravação do espetáculo realizado em 1974 com o grupo Secos e Molhados no Maracanãzinho.


Pereira de Souza Ney 
Was born on 01/08/1941 in Bela Vista, MS 
Son of military, lived in Recife, Salvador, Rio de Janeiro and in Campo Grande. At 17 years old, left the home of his family, decided to join the Air Force. Worked in the pathology of the Hospital de Base de Brasília laboratory. Later became recreation with children. Integrated, this time, a vocal quartet, with which attended a college festival and got to work on a television program. In 1966 he traveled to Rio de Janeiro, determined to be an actor. To keep up, worked with production and sale of handicrafts in leather. Adept of the hippie philosophy, lived in that period between Rio, Sao Paulo and Brasilia, until I met John Ricardo, who was looking for a singer to form a voice acute musical ensemble. 
In 1971, he moved to São Paulo and became part along with João Ricardo and Gerson Conrad, the Rants and Raves. Adopting the stage name of Ney, rehearsed for a year with the group, with which debuted professionally in 1973, held several shows and recorded two LPs with much success. With the dissolution of the Dry and Wet, the following year, he began a solo career. 
In 1975, he recorded his first album as a solo artist, "Ney", especially the song "South America" (Paulo Machado). Then he performed in Rio and São Paulo, singling in the art scene for his high-pitched voice and for her performance on stage, appearing in costume and makeup. Worked in Milan with Astor Piazzolla, with whom he recorded a double compact. 
Launched in 1976, the LP "Bandido", getting hit with the track "Bandit corazón" (Rita Lee), and the following year, the LP "Sin", containing "The color of sin" (Bororo), "Tigress "(Caetano Veloso)," San Vicente "(Milton Nascimento and Fernando Brant) and" Latin Blood "(João Ricardo Mendonça and Paulinho), among other songs. 
In 1978, he recorded the LP "Spell", highlighting the "Bandolero" (Luli and Lucina) and "There is no sin south of the Equator" (Ruy Guerra and Chico Buarque) songs. 
The following year, the show presented "Your kind", releasing the eponymous LP, which recorded the title track (Luiz Carlos Eduardo Dusek and Goes), "dreadful pain" and "Rose of Hiroshima" (Gerson Conrad and Vinicius de Moraes) , among others. 
In 1980, he recorded the LP "Subject weird," including the tracks "I'm kind off" (Sergio Dias, Arnaldo Baptista and Rita Lee), "An Indian" (Caetano Veloso) and "Sweet Vampire" (Rita Lee), among other . 
The following year, his interpretation of "Man With H" (Antonio Barros), recorded in the LP "Ney," has a lot of repercussions. The album also included the track "Cubanakan" (Moses Simon, Sauvat and Champfleury), among others. 
In 1981, Continental had an LP containing the recording of the show held in 1974 with the Dry and Wet Maracanãzinho group. 

Leia mais em/Read more at:
http://www.dicionariompb.com.br/ney-matogrosso

Link Torrent.

Nenhum comentário:

Postar um comentário