quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Emílio Santiago - Discografia


Emílio Vitalino Santiago


* 6/12/1946 Rio de Janeiro, RJ
+ 20/3/2013 Rio de Janeiro, RJ

Em 1970, ingressou na Faculdade de Direito. Participou de um festival em sua faculdade, interpretando três canções. Os jurados - Marlene, José Messias, Taiguara, Marcos Valle e Mariozinho Rocha, entre outros - classificaram duas das canções apresentadas pelo quase bacharel em 2º e 3 º lugar e o contemplaram com o Prêmio de Melhor Intérprete. Participou, em seguida, do programa "A grande chance", de Flávio Cavalcanti, transmitido pela TV Tupi, interpretando a canção "Que bobeira" (Marcos e Paulo Sérgio Valle).

Em 1972, foi convidado a participar do Mercado Internacional de Talentos.

No ano seguinte, gravou seu primeiro disco, um compacto simples contendo a música "Transas de amor" (Sebastião Tapajós e Marilena Amaral) e "Saravá nega" (Odibar). Nessa época, atuava como crooner da Orquestra de Ed Lincoln. Apresentou-se, ainda em 1973, em casas noturnas cariocas como Flag, Black Horse, 706 e Bierklause.

Em 1975, lançou o seu primeiro LP, "Emílio Santiago". No ano seguinte, assinou contrato com a PolyGram, lançando o disco "Brasileiríssimas", que o tornou conhecido no Japão, América Latina, França e Nova York.

Em 1988, assinou contrato com a gravadora Som Livre, e investiu, por sugestão de Roberto Menescal, no projeto "Aquarelas brasileiras", série de sete LPs gravados entre 1988 e 1994, registrando clássicos da MPB, com um saldo de mais de três milhões de discos vendidos. Com "Aquarelas brasileiras", alcançou projeção nacional e internacional e recebeu diversos prêmios: seis Discos de Platina, oito Discos de Ouro, dois Prêmios Sharp (Melhor intérprete, em 1990, e Melhor Show, em 1991), uma temporada em Nova York com crítica receptiva no The New York Times e uma temporada em Los Angeles com elogios no El Mercurio.

Em 2010, lançou o CD “Só danço samba”, inaugurando seu selo discográfico, Santiago Music. O disco homenageia Ed Lincoln, com quem atuou no início de sua carreira. No repertório, canções interpretadas pelo organista: composições do próprio Ed Lincoln, como “Deix’isso pra lá” (c/ Luiz Paulo Abrahão), e de cantores e músicos que trabalharam com ele, como Orlandivo, Durval Ferreira e Silvio César, sucessos da época gravados em seus discos, como “Só danço samba”, “Influência do Jazz” (Carlos Lyra) e “Samba de verão” (Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle), e ainda canções contemporâneas, como “Chega”, de Mart’nália e Mombaça, buscando reproduzir a sonoridade do “sambalanço”. O disco foi produzido por José Milton, com direção artística do próprio cantor. A seu lado, os músicos Julinho Teixeira (arranjos, piano e órgão), José Carlos (violão e guitarra), Jorjão Barreto (arranjos e piano), Dirceu Leite (saxofone e flauta), Jamil Joanes (baixo), Paulo Braga (bateria) e Jessé Sadoc (trompete e flugelhorn). Nesse mesmo ano, apresentou-se no Canecão (RJ), em show de lançamento do disco, com direção geral de Túlio Feliciano, direção musical de Julinho Teixeira e iluminação de Aurélio di Simoni, tendo a seu lado os músicos Adriano Souza (teclado), Clebson Santos (teclados) Alex Rocha (baixo), Humberto Mirabelli (violão e guitarra), Xande Figueiredo (bateria), Zé Arimatéia (trompete e flugelhorn) e Jacaré (percussão).

Em 2011, foi contemplado com o Prêmio da Música Popular Brasileira, na categoria Melhor Cantor/MPB, pelo CD “Só danço samba”. Nesse mesmo ano, lançou o DVD/CD "Só danço samba – ao vivo", registro da turnê de lançamento do disco “Só danço samba”. O repertório conta com as músicas do CD gravado em estúdio, além de outros sucessos de sua carreira.

Em 2012, foi contemplado com o Grammy Latino, na categoria Melhor Álbum de Samba/Pagode, pelo CD “Só danço samba – ao vivo”, dividindo a premiação com a cantora Beth Carvalho.

No início de 2013, apresentou-se no Teatro Net Rio (RJ), com o show “Só danço samba”, vindo a falecer no dia 20 de março desse mesmo ano.


Emílio Vitalino Santiago

* 6/12/1946 Rio de Janeiro, RJ
+ 20/3/2013 Rio de Janeiro, RJ

In 1970, he joined the law faculty. He attended a festival at your college, playing three songs. Jurors - Marlene, José Messias, Taiguara, Marcos Valle and Mariozinho Rock, among others - classified two of the songs performed by almost BA in 2nd and 3rd place and contemplated with the Award for Best Performer. Participated, then the program "The big chance," Flavio Cavalcanti, broadcast on TV Tupi, playing the song "What a silly" (Marcos and Paulo Sérgio Valle).

In 1972 he was invited to participate in the International Talent Market.

The following year, he recorded his first album, a simple compact containing the song "Transas love" (Sebastião Tapajós and Marilena Amaral) and "Sarava denies" (Odibar). At that time, he acted as crooner of Ed Lincoln Orchestra. It presented itself, even in 1973, in Rio nightclubs as Flag, Black Horse, 706 and Bierklause.

In 1975, he released his first LP, "Emilio Santiago". The following year, signed with PolyGram, introducing the "very Brazilian" drive, which made him known in Japan, Latin America, France and New York.

In 1988, signed a contract with Som Livre, and invested at the suggestion of Roberto Menescal, the project "Brazilian Watercolors" series of seven LPs recorded between 1988 and 1994, recording classics of MPB, with a balance of more than three million records sold. With "Brazilian Watercolors", he achieved national and international recognition and received numerous awards, six platinum discs, eight gold records, two Sharp Awards (Best performer in 1990 and Best Show in 1991), a season in New York with receptive criticism in the New York Times and one season in Los Angeles with praise in El Mercurio.

In 2010, he released the CD "Just dance samba", launching his record label, Music Santiago. The disc pays homage to Ed Lincoln, who served early in his career. The repertoire, songs performed by organist: Own Ed Lincoln compositions, such as "Deix'isso over there" (c / Luiz Paulo Abraham), and singers and musicians who worked with him as Orlandivo, Durval Ferreira and Silvio Cesar, successes the time recorded on your disks, such as "Only dance samba", "Jazz Influence" (Carlos Lyra) and "summer Samba" (Marcos Valle and Paulo Sérgio Valle), and still contemporary songs such as "Enough" by Mart 'Nalia and Mombasa, try to reproduce the sound of "sambalanço". The disc was produced by Joseph Milton, with artistic direction of the singer himself. In his hand, Julinho Teixeira musicians (arrangements, piano and organ), José Carlos (guitar and guitar), Jorjão Barreto (arrangements and piano), Dirceu Leite (saxophone and flute), Jamil Joanes (bass), Paulo Braga (drums ) and Jesse Sadoc (trumpet and flugelhorn). That same year, he performed in Canecão (RJ), Disk release show, with the general direction of Túlio Feliciano, musical direction by Julinho Teixeira and lighting Aurelio di Simoni, having at his side the musicians Adriano Souza (keyboard) , Clebson Santos (keyboards) Alex Rocha (bass), Humberto Mirabelli (acoustic and electric guitar), Xande Figueiredo (drums), Joe Arimathea (trumpet and flugelhorn) and Alligator (percussion).

In 2011, it was awarded the prize of Brazilian Popular Music, for Best Singer / MPB, the CD "Only dance samba." That same year, released the DVD / CD "Just dance samba - Live" launch tour record the album "Only dance samba." The repertoire includes the CD of songs recorded in the studio, and other hits of his career.

In 2012, it was awarded the Latin Grammy for Best Samba / Pagode albums, the CD "Just dance samba - Live", sharing the award with singer Beth Carvalho.

In early 2013, he performed in Net Rio Theatre (RJ), with the show "Just dance samba" and died on March 20 of that year.


LEIA MAIS EM / READ MORE AT

LINK DISCOGRAFIA / LINK DISCOGRAPHY

4 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Parabéns pelo seu blog.
    Baixei 3 vezes este arquivo do E. Santiago e dá erro ao abrir o arquivo, que pena.
    Na espera do conserto, no aguardo...

    ResponderExcluir
  2. Olá. Escrevi a pouco que não conseguia abrir o arquivo, desliguei o computador religuei e agora consigo. Não entendi o porque .... portanto, tudo bem ...

    ResponderExcluir
  3. parabéns que belo trabalho vou divulgar com certeza

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo belho trabalho irei divulgar com certeza.

    ResponderExcluir